Comentários

A cabeça do Monsenhor

Vitor Biasoli
Escritor e professor de História
Diário de Santa Maria, 06/11/2014

O que acontece numa cidade originária da imigração italiana no Rio Grande do Sul, quando desaparece a sua principal referência? No caso, a cabeça do Monsenhor transformada em relíquia e instalada no centro do cemitério?

Monsenhor foi o pároco da região e ergueu igrejas, escolas e seminário. Monsenhor tornou-se o esteio da comunidade e deu, inclusive, a possibilidade de transcendência aos cidadãos dessa cidade imaginária. O seminário que ele criou foi fechado, mas permanecem as suas outras realizações – as igrejas, as escolas – e, especialmente, o seu exemplo.

A caveira do padre repousava num pequena capela, no cemitério, e um dia pela manhã aparece no quarto de um jovem às vésperas de completar 18 anos. O rapaz vai seguir carreira militar, conforme o desejo dos pais. Se o seminário do Monsenhor ainda existisse, seguiria carreira religiosa. Mas a possibilidade da batina se tornou remota e os pais decidiram que o filho vestirá a farda do Exército. Decisão que o menino aceita sem grande entusiasmo.

Naquela manhã, no entanto, ele se vê obrigado a decidir a respeito da cabeça do padre. Uma situação completamente nova para ele: escolher o que fazer, assumir a sua liberdade. Se é que é possível ser livre. Ele não decidiu a sua carreira, aceitou o que os pais consideraram o melhor, e agora precisa saber o que fazer com a cabeça do padre.

E, enquanto o rapaz se questiona, as pessoas da cidade sentem-se desorientadas e desconfiam uns dos outros quanto ao sumiço da relíquia sagrada.

Essa é a trama inicial da última novela lançada por Leonardo Brasiliense, Decapitados (Editora Benvirá / Saraiva, 126 p.). Uma novela instigante, que vai muito além do que pode acontecer numa comunidade de matriz imigrante que tem na figura do padre o seu referencial. Uma novela, quem sabe, a respeito da crise dos valores que constituem o cerne de uma comunidade e do desafio de escolher e exercitar a liberdade.

Leonardo Brasiliense
27/06/2015

 

 

Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores