Minicontos

A mãe do Silvinho

Ela disse que o meu amiguinho não estava em casa mas me mandou entrar. Disse que gostava de mim porque eu era comportadinho e que ela queria conversar comigo um pouquinho. Me levou para o quarto e disse vem, senta aqui no meu colinho...

Me deu um tapão na cabeça porque a chamei de tia.


(em Corpos sem pressa, Casa Verde, 2014)

Leonardo Brasiliense
08/04/2015

 

 

Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores